Pages Menu
Categories Menu

Publicado por - 14/08/2011

O que é Psicoterapia Expressiva?

PSICOTERAPIA EXPRESSIVA –  Método de tratamento

Na Psicoterapia Expressiva, a pessoa chega  com uma queixa, ou seja, sofrimentos específicos, deseja ver resolvidos, utiliza-se recursos expressivos com fins psicoterapêuticos, dinamizada por um técnico com formação específica, num espaço e setting também específicos, com regras e tempos bem definidos, visando facilitar a comunicação entre terapeuta e cliente.

O grande objectivo será facilitar a identificação, reflexão/elaboração e alteração de dinâmicas internas do sujeito. Exige um nível elevado de diferenciação por parte do psicoterapeuta expressivo, assente em diferentes construtos teóricos, que dependem da visão do profissional que a executa, podendo caminhar desde a abordagem Junguiana, Gestáltica, Comportamental, Psicanalítica, Centrada na pessoa, Construtivista, Eclética, etc,

A Psicoterapia Expressiva, em grupo ou individual, visa a reestruturação ao nível da personalidade do cliente, através de um trabalho estruturado, caracterizando-se por um tipo de intervenção mais profunda, que investiga a história e o passado do cliente, para entender seus transtornos no presente.

A intervenção do Psicoterapeuta Expressivo, visa facilitar que o cliente se aperceba daquilo que lhe causa sofrimento e que consiga arranjar novas estratégias de intervenção para superar a crise, os problemas que o angustiam e lhe causam mal-estar. A relação estabelecida entre psicoterapeuta e cliente é baseada em princípios de empatia, de confiança e proximidade, de forma que o  cliente possa expressar-se livremente.

O Psicoterapeuta Expressivo utiliza a expressão integrada, de forma a otimizar o processo psicoterapêutico, auxiliando em diversas questões emocionais, relacionais dos seus clientes, como:

resolução de conflitos e suas consequências, reestruturação emocional, superação de obstáculos, minimização de traumas, como abusos sexuais, traumas de guerra e/ou violações sexuais, superar obsessões, compulsões, anorexias, bulemias, transtornos depressivos, transtornos sexuais, apoio a processos de desintoxicação, e outros tratamentos que exigem uma intervenção mais profunda e individualizada.

Através da utilização dos mediadores expressivos, a tríade: Cliente/criação-Expressão/  comunicam de forma direta e não ameaçadora, cria-se um espaço lúdico  no sentido em que se permite o jogar, o brincar, representar e dramatizar, ao mesmo tempo que se incentiva uma participação mais ativa do Cliente possibilitando maior envolvimento, favorecendo a expressão criativa do self, a exploração interna e a reflexão, possibilitando desta forma uma melhor compreensão da dinâmica do cliente.

Dúvida?? entre em contato.
Fonte: Vivenciarte

Deixe uma resposta