Pages Menu
Categories Menu

Publicado por - 10/03/2013

Cinema em Quadrinhos

No universo da consciência humana, o tempo se combina com o espaço e o som numa composição de interdependência, na qual as concepções, ações, movimentos e deslocamentos possuem um significado e são medidos através da percepção que temos da relação entre eles.
Por estarmos imersos durante todas nossas vidas num mar de tempo-espaço, grande parte de nossa aprendizagem inicial é dedicada à compreensão dessas dimensões.

O som é medido auditivamente, em relação à distância que se encontra de nós. O espaço, na maioria das vezes, é medido e percebido visualmente. O tempo é mais ilusório: nós o medimos e percebemos
através da lembrança e da experiência (EISNER, 1999).

O cinema nasceu como meio de registrar o movimento da realidade: concreto, específi co, no interior do tempo e único: de reproduzir indefi nidamente o momento, instante após instante, em sua fl uida
mutabilidade. A imagem cinematográfica consiste na observação dos eventos da vida dentro do tempo,organizados de forma a não descurar suas próprias leis temporais (TARKOVSKI, 1998).
Formas diferentes de contar a mesma história trazem também a habilidade de expressar o tempo.
Para qualquer narrativa visual, a compreensão desta dimensão possibilita ao espectador reconhecer e compartilhar emocionalmente experiências.

Nas artes gráficas, tais experiências são expressas por meio do uso de ilusões e símbolos e do seu ordenamento. O tempo é relativo à posição do observador; o ato de enquadrar ou emoldurar a ação não só defi ne seu perímetro, mas estabelece a posição do leitor em relação à cena e indica a duração do evento.

Deixe uma resposta