Pages Menu
Categories Menu

Publicado por - 12/04/2013

A Influência da Arte-Terapia na Formação da Personalidade do Adolescente

 grito ok 

“Antes eu desenhava como Rafael, mas precisei de toda uma existência para aprender a desenhar como as crianças”. Pablo Picasso

 

A proposta deste trabalho é realizar uma reflexão acerca de  como arteterapia pode contribuir com a formação da identidade e desenvolvimento da personalidade do Adolescente.

O dicionário Aurélio (2005) define identidade como: Conjunto de caracteres próprios e exclusivos de uma pessoa: nome, idade, profissão, sexo, defeitos físicos, impressões digitais, características pelas quais algo é definitivamente reconhecível, ou conhecido.

Define a palavra personalidade como: o que determina a individualidade duma pessoa moral. O elemento estável da conduta de uma pessoa; sua maneira habitual de ser; aquilo que a distingue de outra: capacidade de exercer direitos e contrair obrigações. No nível psicológico, organização constituída por todas as características cognitivas, afetivas, volitivas e físicas de um indivíduo.

Podendo entender essa definição a partir de observações, vivendo no mundo de inter-relações, somos seres sociais. Os outros são participantes da vida de cada indivíduo, isso  é  uma forma de sobrevivência.

Entretanto as discussões sobre os adolescentes, seu desenvolvimento, identidade e  formação da personalidade na sociedade pós-moderna e no  mundo atual são temas pertinentes e complexo. Todo o avanço da tecnologia, grandes descobertas e a crise existencial  criando  insegurança quanto ao futuro do adolescente. É relevante o assunto em todos os aspectos nos níveis: social, psicológico, espiritual, educacional e familiar.

Observando o adolescente em seu desenvolvimento sócio emocional em Erikson (1968), surge a pergunta: como lidar com os adolescentes?  Esta pergunta é freqüente entre professores, diretores, familiares e autoridades. Existe uma discordância entre a teoria e a prática em torno desse tema.

Segundo Davidoff (2001) adolescência é um período de transição entre a infância e a vida adulta e que se estende dos 13 aos18 anos. Neste sentido a busca de identidade segundo a autora vem com as seguintes interrogações: Quem sou eu? Em que acredito? Que tipo de ocupação devo perseguir? Que tipo de vida eu levo?  Conseguir estabelecer identidade é com freqüência um processo longo e árduo.

Nesse sentido como a arteterapia pode ajudar neste processo de descobertas, na educação e na psicologia? Na compreensão desta fase, nas relações, no processo de autoconhecimento? Na busca de um processo de crescimento, alcançando assim uma idade adulta com maturidade e autonomia.

Pretende-se com essa pesquisa perceber espaços de expressão e acolhida aos adolescentes com seus conflitos, dúvidas e anseios. Investigando o trabalho do arte educador, do psicólogo no desenvolvimento da personalidade do adolescente.  Verificando a importância da arte na vida do ser humano. Proporcionado uma socialização para o adolescente neste período que marca sua vida e sua história.

Maria de Lourdes Batista.

Psicóloga Clínica, com ênfase em Intervenções Psicossociais no Campo Educacional e do Trabalho.

 

Deixe uma resposta