Pages Menu
Categories Menu

Publicado por - 11/10/2013

Contribuições da Arte para Educação

 barco

 

 “Não se alfabetiza fazendo apenas as crianças juntarem as letras.

Há uma alfabetização cultural sem a qual a letra pouco significa 

Barbosa

 

“Arte educação não significa o treino para alguém se tornar uma artista, não significa a aprendizagem de uma técnica, num dado ramo das artes”. Antes, quer significar uma educação que tenha a arte como uma de suas principais aliadas. Uma educação que permita uma maior sensibilidade para com o mundo à cerca de cada um de nós.”

João Francisco Duarte (Arte educador)

 

Segundo alguns autores a arte é a oportunidade de uma pessoa explorar, construir e aumentar seu conhecimento, desenvolver suas habilidades,articular e realizar trabalhos estéticos e explorar seus sentimentos. O ensino de Arte deve possibilitar a toda pessoa e  os alunos a construção de conhecimentos que interajam com sua emoção, através do pensar, do apreciar e do fazer arte. 

 

 Produzindo trabalhos artísticos e conhecendo  a produção de outras pessoas de outras culturas. O fazer arte auxilia a pessoa  a compreender a diversidade de valores e o seu próprio modo de pensar e agir. 

 

É importante que as pessoas, os pais, os  alunos  entendam que suas experiências de desenhar, pintar, cantar, executar instrumentos musicais, dançar, apreciar, filmar, videografar, dramatizar etc, são vivências essenciais para a produção de conhecimento em arte e para sua vida. 

 

Na educação essas questões estão dentro da sala de aula, nas famílias:

quem sou eu ?

Quem é Deus  ?

Que mundo é este ?

 A educação e a família  devem  estar atentas a estas questões para:

Aprender a ser > A Leitura do mundo vivido,

 Aprender a conhecer  > A EXPRESSÃO DO ENTENDIMENTO,

Aprender a fazer  >  A FORMA,

Aprender a viver junto, > COMPREENDER DIFERENÇAS 

 

Um pouco da História

 

No ano de 1973, foi criado o curso de Educação Artística,  a partir  da  década  de  80,  o  ensino  da  arte  passa  por transformações novamente, Ana Mãe Barbosa, apresenta  uma  nova maneira  de 

ensinar  arte,  a  Proposta Triangular

 

A Proposta Triangular propõe trabalhar com três ações básicas  nas  aulas:  fazer, produzir  e  refletir  a  arte, em especial no  campo das Artes Visuais. Essa direção propõe uma ligação entre os  saberes. Abrange fazer o desenvolvimento de leituras de imagens e o refletir o desenvolvimento teórico,mediados pelo processo de construção.

 “Não se alfabetiza fazendo apenas as crianças juntarem as letras. Há uma alfabetização cultural sem a qual a letra pouco significa”   Barbosa

 

O desafio da Proposta Triangular, é  o de estabelecer  a interdisciplinariedade entre a forma, o pensamento e o contexto entre  a linguagem. Ex. o educador apresenta a imagem da obra de arte Operários, de Tarsila do Amaral , ela vai apresentar o  contexto histórico,social, geográfico, cultural.

Após reflexão o grupo cria um projeto com o tema: o homem e a indústria, para pintura em painel ou outras técnicas. Essa atividade suscita o apreciar, o refletir, e o fazer, perspectiva interdisciplinar: geografia, história e outros.

Podemos usar a proposta triangular em releitura de obra de arte

Releitura é uma nova leitura, uma nova visão de algo já visto.

 

Para Paulo Freire, leitura (alfabetização) não é somente o ato de decodificar símbolos, mas a interpretação do mundo,

Releitura de obra –  é uma reinterpretarão da obra, perpassando uma primeira análise de aspectos como:

a finalidade da obra; contexto cultural em que foi produzida,  movimento artístico  a que pertence; composição de formas e cores; etc.

 Releitura não é cópia.

A “Releitura de Obras” faz com que as crianças entrem em contato com o universo da arte de forma participativa; após apreciar e ter informações sobre 

determinada obra.

As artes visuais estão presentes na vida infantil. ao desenhar,  rabiscar ou pintar a criança expressa suas interpretações e impressões sobre o mundo.

As artes visuais são linguagens e, portanto uma das formas importantes de expressão e comunicação humana, o que por si só justifica sua presença no contexto  da Educação de um modo geral e na Educação Infantil.

 

O importante é que o professor não exija representação fiel, pois a obra observada é suporte interpretativo e não modelo para os alunos copiarem. É uma atividade de Livre Expressão. 

 

A releitura de obras ela incentiva o trabalho em grupo

Ao observar e falar sobre a obra, desenvolvem a linguagem oral; (3 a 6 anos)

As manifestações artísticas estimulam o desenvolvimento da criatividade

Seguem alguns comentários das crianças e suas releituras:

 

Depoimento:

 E.H. é um menino de quatro anos que fez a releitura de GIRASSÓIS. Alguns de seus comentários:

 “Vou desenhar os galhos e as pétalas… o cabinho é azul?”.

“Essa flor não é muito bonita”.

   A importância  do portfólio na aprendizagem.

– Um portfólio é uma amostra significativa do trabalho do estudante  ou uma pessoa que revela o seu progresso, esforço e realizações.

 – Reúne não só os produtos finais mas também a evidência do processo continuado de reflexão e tomada de decisão ao longo de todo o percurso. 

 Herbert Read, em uma palestra proferida em Paris no ano de 1957, afirmou:

“..A  educação por meio da Arte é a educação para a paz…”.

Deixe uma resposta