Pages Menu
Categories Menu

Publicado por - 18/08/2014

Como trabalhar com os problemas emocionais?

É possível superar a depressão?

É possível superar a depressão?

Somos o que pensamos.  No site psicologia.com.br,  que tem o objetivo de trazer a psicologia ao seu alcance de forma objetiva, e também  traz textos da Arte na Escola, cursos grátis e dicas.  Essa afirmativa, somos o que pensamos vem trazer para cada pessoa uma esperança. A maior delas, entender o seu tempo presente.

E na contemporaneidade  a ansiedade, e a depressão toma forma, embora elas sempre existiram, mas parece que não dávamos atenção.  Estudiosos dizem que os estudos referentes à mente humana e seus tratamentos são um tanto recentes, o que não dava margem até para que se tratasse com respeito os que passavam por problemas emocionais.

Antes, não havia diagnóstico para problemas emocionais, haviam duas situações, ou a pessoa era louca ou sã. Hoje sabe-se que o sofrimento humano foi abafado por muito tempo pois as pessoas tinham medo de serem vitimas de preconceitos e escondiam seus sentimentos. 

Como lidar com as emoções?

Podemos sempre contar com a psicoterapia para receber ajuda quanto aos problemas emocionais. Principalmente quando a origem está na infância, este é o momento onde estamos mais vulneráveis e somos verdadeiras “esponjas”, absorvemos tudo com muita intensidade, se fomos negligenciados, isolados ou qualquer situações forte e negativa,  pode marcar de forma a nos influenciar por toda uma vida se não fizermos nada para eliminarmos essa “carga”. Podemos aprender  a resignificar cada situação traumática e aprender novas formas de responder aos obstáculos da vida.

Mas mesmo quando a origem de seus problemas emocionais não estiverem em sua infância, mesmo que  você tenha uma sensibilidade especial que o torna vulnerável a sofrer com mais intensidade em algumas situações ainda poderá fortalecer-se quando entrar no processo psicoterapêutico e reestruturação cognitiva.

 É isso, hoje  a dica é repensar nossos comportamentos.

 

Deixe uma resposta