Pages Menu
Categories Menu

Publicado por - 22/04/2014 - Dicas, Psicopedagogia, Terapias Expressivas

Curso Grátis – Terapias Expressivas

Olá pessoal que sempre  visitam o Site apsicologiaonline.com.br, e aqueles que estão aqui pela primeira vez. Apresento este texto  inicial  que faz parte do Curso de  Terapias Expressivas Online . O Objetivo deste Curso é mostrar  um dos pontos importantes dos recursos terapêuticos,os psicólogos terão informações dos instrumentos utilizados para seu exercício profissional, tendo como recursos: expressão plástica, contos terapêuticos, técnicas de colagem, expressão escrita,expressão dramática e o psicodrama.  Recursos Expressivos   Expressão Plástica               Segundo Ferraz (2009), como instrumento tem-se os mediadores do tipo artístico: “expressão plástica (pintura, desenho e colagem), expressão escrita ( poemas e  estórias).” (FERRAZ, 2009, p.12). A pintura é uma técnica que favorece a expressão do adolescente (outros). As técnicas de pintura estão associadas aos materiais que se utiliza para pintar e a como são aplicados. O Desenho livre, Desenhar é a arte de representar alguma coisa por meio de sinais, linhas e pontos. O  desenho livre é aquele que  solta a imaginação e a criatividade, a pessoa vai desenhando em seguida vislumbra a...

Leia Mais

Publicado por - 20/02/2014 - Dicas, Psicopedagogia, Textos

Como lidar com o TDAH, na escola, em casa….?

Olá, meus amigos leitores,  Em vários atendimentos, reuniões e posso afirmar em quase toda conversa quando fala de família, a pergunta é: como lidar com o TDAH? Não vou escrever um texto, vou deixar dicas que no decorrer de minha profissão de psicóloga e professora tenho visto resultados. Essa dicas que aqui vou deixar são de autores que estudam o transtorno.  Os principais sintomas apresentam-se em três grandes áreas: a da atenção, controle da atividade motora e dos impulsos. Não há uma solução fácil para administrar HIPERATIVIDADE na sala de aula ou em casa. Não existe apenas uma única síndrome de Hiperatividade, mas muitas; que a hiperatividade raramente ocorre de uma forma “pura” mas, ao contrário, normalmente apresenta-se ligada a muitos outros problemas como dificuldade de aprendizado ou mau humor; que HIPERATIVIDADE muda conforme o clima, é inconstante e imprevisível; e que o tratamento para HIPERATIVIDADE, a respeito de ser claramente esclarecido em vários livros, representa uma dura missão de trabalho e devoção. A eficácia de qualquer tratamento depende...

Leia Mais

Publicado por - 10/12/2013 - Dicas, Psicopedagogia

Fases do Desenvolvimento Infantil: do Pré-Operatório ao Operatório Concreto

  Desde o nascimento pode-se dizer que a criança busca e encontra formas de interagir com o ambiente. Embora isso ocorra de maneira diferente nas diversas fases da infância, o objetivo é viabilizar o desenvolvimento na perspectiva de um convívio familiar e social harmonioso (Davidoff, 2004). No universo em questão, a brincadeira certamente encontra um lugar de destaque. O psicólogo suíço Jean Piaget, referência obrigatória para os pesquisadores da etapa inicial da vida, citado por Tavares (2010, p. 6 e 7), dividiu o brincar a partir do que fixou como estágios de desenvolvimento: sensório-motor, pré-operatório, operatório concreto e operatório formal. Do ponto de vista sociológico, a criança é tomada como sujeito social, que participa de sua própria socialização, reprodução e transformação da sociedade. A brincadeira, então, adquire o status de cidadania. Os diferentes tipos de brincadeiras nas fases do desenvolvimento humano, reforçam a importância delas para a criança, inclusive no âmbito fisiológico. Elas transcendem o sentido de “passa-tempo” para serem compreendidas como provável fonte avaliativa e ferramenta no processo...

Leia Mais

Publicado por - 2/12/2013 - Psicopedagogia, Textos

É possível de se ter uma nova geração que cresça habituada a ler e que através do hábito de leitura seja capaz de interpretar, recontar e escrever ?

  LETRAMENTO: A VERDADEIRA AQUISIÇÃO DE CONHECIMENTO O artigo, ora apresentado, visa discursar sobre o verdadeiro aprendizado através do letramento. Salientando a diferença entre a alfabetização e o letramento, buscou-se levantar questões a respeito do método utilizado no momento de letrar e estimular a prática do letramento em sala de aula. Utilizando a metodologia do estudo bibliográfico, pesquisou-se na literatura disponível acerca do funcionamento do letramento e como ele contribui para a formação de cidadãos ativos e responsáveis. Foi possível compreender que ainda há muita confusão sobre o que é o letramento e como utilizá-lo na prática docente.     Palavras-chave: Letramento; Aprendizagem; Crianças.   Ângela Maria Lacerda  Pedagoga, Pós Graduação em Supervisão e Orientação e Inspeção Escolar, alfabetizadora na Escola Municipal “Luis Teotônio de Castro”; email: angelamlora@gmail.com INTRODUÇÃO   Letrar é mais que alfabetizar, é ensinar a ler e escrever dentro de um contexto onde a escrita e a leitura tenham sentido e façam parte da vida do aluno. A alfabetização se ocupa da aquisição da escrita por um indivíduo,...

Leia Mais

Publicado por - 18/11/2013 - Psicopedagogia

Dificuldades de Aprendizagem à Luz das Relações Familiares

                  Para Polity  a dificuldade de Aprendizagem, não é tarefa simples, mas sentiu-se motivada em escrever sobre o assunto pela força das relações e pela sua experiência. A ligação da família com as dificuldades de aprendizagem e o atendimento terapêutico/educacional possibilita a flexibilidade da dinâmica familiar, e uma abertura para as possibilidades de vida. Para autora entrelaçar os campos da Psicopedagogia e Terapia Familiar amplia e um complementa o outro no contexto das dificuldades de aprendizagem. A Psicopedagogia, vem pesquisando, estuda e analisa as questões relacionadas ao processo de aprendizagem e ao tratamento de seus problemas. A Terapia Familiar, procura ressignificar as questões do grupo, dentro de uma Abordagem Sistêmica, trazendo os processos relacionais, é como a família lida com a aprendizagem. E perceber como o sujeito com a dificuldade está inserido nesse contexto familiar. “Reconhecer quando uma criança ou jovem apresenta uma Dificuldade de Aprendizagem já é um passo para não rótula de lenta ou preguiçosa.” Reflexões: Valores familiares que...

Leia Mais

Publicado por - 13/11/2013 - Dicas, Psicopedagogia

Informe sobre Transtorno de Aprendizagem – TDA-H

              O Transtorno de Aprendizagem é a inabilidade específica na leitura, na expressão escrita ou na matemática em indivíduos que apresentam resultado abaixo do esperado para seu nível de desenvolvimento, escolaridade capacidade intelectual. ( American Psychiatric Association, 1994 ). Os Transtornos de Aprendizagem afetam a habilidade da pessoa de falar, escutar, ler, escrever, soletrar, pensar, recordar, organizar informações ou aprender a matemática. Os transtornos de aprendizagem não podem ser curados. Duram para a vida toda. De acordo com a definição estabelecida em 1981 pelo National Joint Comittee for Learning Disabilities (Comitê Nacional de Dificuldades de Aprendizagem), nos Estados Unidos da América, Distúrbio de aprendizagem é um termo genérico que se refere a um grupo heterogêneo de alterações manifestas por dificuldades significativas na aquisição e uso da audição, fala, leitura, escrita, raciocínio ou habilidades matemáticas. Estas alterações são intrínsecas ao indivíduo e presumivelmente devidas à disfunção do sistema nervoso central. Apesar de um distúrbio de aprendizagem poder ocorrer concomitantemente com outras condições desfavoráveis (por exemplo, alteração...

Leia Mais